quinta-feira, 7 de fevereiro de 2013

Fingolfin: O Alto Rei dos Noldor


Na minha humilde opinião, de todos os elfos que já pisaram nesse mundo o mais corajoso e bravo de todos foi Fingolfin. Filho de Finwë, era irmão de Finarfin e meio irmão de Fëanor, e tinha como filhos: Fingon, Turgon e Aredhel. Rei dos Noldor na Terra Média , durante muito tempo se opôs à sombra de Melkor.

Nascido na terra dos Valar, Fingolfin é o mais sábio e forte dos filhos de Finwë, e é o ator de fatos extremamente corajosos, dignos de canções e lendas. Após o assassinato de Finwë por Melkor e a destruição das Árvores por Ungoliant, partiu junto com seu meio irmão em direção à Terra Média, em busca da vingança sobre o vala caído e da recuperação das silmarils. Mas o motivo real que o levou a deixar Valinor foi a deixar Valinor foi não querer a separação de seu povo, que ele amava demais.


Fëanor abandonou-o e ao seu povo ao roubar os barcos dos teleri, deixando Fingolfin sem poder ir em frente nem voltar, devido a Condenação de Mandos. Ele então guiou seu povo por Helcaraxë, o inferno congelante das terras do norte, onde perdeu muitos e muitos do seu povo, até enfim chegar a Terra Média. Resumindo essa parte, Fëanor foi um grande egoísta ao deixar seu irmão e seu povo abandonados, mas também, quem não ficaria alterado após roubarem seu maior tesouro? Mas Fingolfin persistiu e perdoou, e é isso que me faz o considerar o maior de todos os elfos.

Se instalou em Hitlum, de onde reinou até sua morte, ocorrida durante a Dagor Bragollach, A batalha dos rios em chamas. Enquanto durou o Cerco a Angband, de 60 P.a. até 455 P.a., Fingolfin foi amigo dos homens, principalmente dos da Casa de Hador, que moravam em Dór-lómin, território cedido por ele, e ao noldo eram fiéis na guerra.

Mas infelizmente, tudo que é bom dura pouco, e o mesmo vale para os elfos, apesar de serem imortais. Durante a quarta das grandes guerras de Beleriand, a Dagor Bragollach, Morgoth soltou rios de fogo das Thangorodrim e rompeu o cerco dos elfos, matando muitos dos eldar. Depois de ver seus exércitos e acima de tudo seus amigos morrerem, uma fúria encheu o mais poderoso dos elfos, que tomado de ódio montou seu cavalo e partiu em direção à Angband.

Tamanha foi sua fúria, que o único jeito de expressá-la é usando as palavras de Tolkien: “Passou por Dor-nu-Fauglith como um vento em meio a poeira; e todos que viram sua investida fugiram assustados, acreditando que o próprio Oromë chegara.” Ele, sozinho, desafiou Morgoth na frente de sua fortaleza, e ele veio. Mesmo sendo o maior dos elfos, Fingolfin não pode contra o Senhor do Escuro, e morreu lutando contra ele, apesar de ter lhe arrancado o pé.  E assim terminou a vida do maior de todos os senhores dos elfos, aquele que foi corajoso o suficiente para encarar o medo e a morte, o grande noldo Fingolfin, filho de Finwë.


“Assim morreu Fingolfin, Rei Supremo dos Noldor, o mais altivo e destemido dos Reis élficos de outrora. Os orcs não se vangloriaram desse duelo junto aos portões. Nem os elfos cantam esse feito, pois é por demais profunda sua dor.” (Silmarillion,192)

2 comentários :

  1. Ótima postagem, soube dominar o assunto abordado! Sabe me dizer quando postará sobre Túrin Turambar?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro amigo, há poucos minutos postei sobre Túrin Turambar! A postagem está um pouco incompleta porque a história dele é enorme e achei que ficaria meio cansativo, mas em breve pretendo colocar outra de modo mais completo, tendo alternativas entre um conhecimento mais profundo (e cansativo) e outro mais superficial (e não tão cansativo)
      Abs

      Excluir