Tróia - (2004): Sinopse, Resumo e Trailer

O filme Tróia é considerado por muitos como um dos melhores filmes já feitos, é o filme perfeito para quem gosta de mitologia grega, guerra e romance.

Loki (Deus do Fogo)

Loki é considerado o Deus do fogo, da trapaça e travessura e também um dos mais importantes da mitologia nórdica.

Deimos, o deus do pânico

Existem dois deuses que você nunca irá querer conhecê-los pessoalmente, um deles é Deimos.

Odin! Deus da sabedoria, da guerra e da morte.

Odin é filho de Borr e da Jotun e é considerado um dos primeiros Deuses da Mitologia Nórdica, e também considerado o mais importante desta saga.

Nice, a deusa da vitória

Era filha de Palas(titã da guerra) e Estige(ninfa e um rio do mundo inferior), foi irmã de Cratos(o deus do poder), Bia( a deusa da violência) e de Zelo(o deus da fúria).

sábado, 23 de março de 2013

Tuor, Filho de Huor

Os grandes homens da linhagem de Hador não serão representados aqui apenas pelo amaldiçoado e triste Túrin Turambar. Por mais que a história de Túrin mereça atenção especial e tenha mudado alguns dos desígnios de Arda, a de Tuor mudou mais ainda, afinal ele foi nada mais do que pai do meio-elfo que salvou a Terra Média!

Filho de Huor e Rían, e portanto primo de Túrin, Tuor foi criado pelos elfos cinzentosd das regiões montanhosas próximas ao Lago Mithrim. Depois da morte de sua mãe, e quando já era adulto, os elfos decidiram fugir da guerra que assolava a região, mas Tuor acabou se perdendo no caminho. Depois de muito tempo procurando o caminho, Tuor achou dois elfos, e eles então mostraram o caminho para fora das cavernas onde ele se encontrava.


Seguindo seu caminho em direção ao sul, Tuor chega então a Nevrast. Neste ponto vale a pena contar uma pequena histórinha sobre Nevrast: durante muito tempo esse lugar foi o reino de Turgon, filho de Fingolfin, mas após seguir o conselho de Ulmo e começar a construir o Reino Oculto de Gondolin, o povo começou a abandonar essa cidade e partir para sua cidade segura. Entretando, instruido por Ulmo, Turgon deixou uma túnica, um elmo e uma espada, para que seu enviado em tempos futuros fosse reconhecido. Pois bem, Tuor era esse enviado, e quando encontrou as armas encontrou também Voronwë, e o elfo o conduziu para os palácios secretos de Turgon.

Perante o rei, Turgon falou com a voz de Ulmo, e lhe foi permitido permanecer em Gondolin. Lá apaixonou-se por Idril, ninguém menos do que a filha do rei, mas pelo enorme amor que Turgon sentia por ele o casamento foi consentido. Desse matrimônio entre elfa e humano nasceu Ëarendil, O Marinheiro, que salvaria a Terra Média em tempos futuros.


Depois da Queda de Gondolin causada pela quebra do segredo de sua localização por parte de Maeglin, que invejava Tuor, a cidade ficou completamente destruída e apenas alguns poucos conseguiram escapar, mas quem liderava os sobreviventes era ninguém menos do que o próprio filho de Húrin. Após fugir para as Fozes do Sírion, Tuor embarca em direção às Terras de Aman, onde ficava Valinor e os Valar, terra que era proibída aos homens. A Tuor apenas é permitido a entrada, mas não a saída. Os Valar negam seu pedido de ajuda contra Melkor, e dizem que ele não é aquele que conseguirá isso, mas permitem ficar em Valinor e permanecer imortal.

Pequena curiosidade que vale a pena trazer a tona: Tuor e Túrin, dois dos maiores heróis dos homens, senão os maiores, da Primeira Era, se viram apenas uma vez, e de relance apenas. Tuor ia com Voronwë em direção a Gondolin quando viram passar O Espada Negra de Nargothrond, em busca de Finduilas, logo após a destruição de dessa cidade por parte de Glaurung. Mesmo nesse pequeno instante, Tuor conseguiu distinguir a enorme tristeza na voz e no rosto de Túrin Turambar.

Espero que tenham gostado e até a próxima!

domingo, 17 de março de 2013

Noldor


            Dentre os três clãs dos elfos que partiram de Cunúvien para a Grande Viagem, os que mais aparecem nas histórias da Primeira Era são os noldor. Mestres na sabedoria, eram os melhores na arte dos trabalhos manuais, e tinham cabelos pretos. De todos os Valar, amavam e eram mais amados por Aulë, o vala das criações.

            Liderados por Finwë, partiram como o segundo clã para as Terras Abençoadas. De todos os elfos, eram os melhores ferreiros de todos, e entre todas as suas obras, a maior de todas são as Silmarils, as pedras feitas por Fëanor com a luz das Árvores de Valinor.

            Depois da morte de Finwë, grande parte dos noldor seguiu Fëanor para a Terra Média, atrás de vingança. Sobre esses que foram caíu a Maldição de Mandos, que será exposta aqui:

            “Vocês verterão lágrimas sem conta; e os Valar cercarão Valinor para impedi-los de entrar. Ficarão de tal modo isolados, que nem mesmo o eco de suas lamentações atravessará as montanhas. Sobre a Casa de Fëanor, a ira dos Valar se abate, desde o oeste até o extremo leste, e sobre todos aqueles que se dispuseram a acompanhá-los.”


            Depois da fuga, Finarfin ficou sendo o Rei dos Noldor nas Terras Abençoadas, e com o tempo os noldor da Terra Média tiveram permissão de voltar à Valinor. A história dos noldor na Terra Média é entrelaçada com a das Silmarils e com o ódio de Morgoth. A ordem dos Reis na Terra Média é: Fingolfin; Fingon; Turgon; e o último dos Altos reis, Gil-Galad.

            Fingolfin, que reinou por muitos anos durante o Cerco a Angband, foi morto em combate singular contra Morgoth, e a partir daí o trono passou para seu filho Fingon. Fingon reinou por pouco tempo, pois foi morto durante a Nirnaeth Arnoediad, A Batalha das Lágrimas Incontáveis, e então seu irmão Turgon passou a ser o Alto Rei, uma vez que Gil-Galad era apenas uma criança a ser criada nos portos por Círdan. Turgon perdurou até Gondolin ser invadida e destruída, e a partir de então Gil-Galad se tornou o Rei, e reinou até o fim da Segunda Era, onde morreria na Batalha da Última Aliança, contra Sauron.



            Seus povos viviam espalhados pela Terra Média, em diversos povoados, mas  sua maioria se encontrava em Hitlum, Gondolin, Nargothrond, e a alguns ainda foi permitida a entrada no primeiro dos reinos élficos, na terra de Doriath, devido ao parentesco do rei Thingol com Finarfin, Rei dos Noldor em Valinor.

            Na época de O Senhor dos Anéis, podemos ver alguns descendentes dos noldor, e entre eles temos uma das grandes. Galadriel, a dama da floresta de Lórien, é filha de Finarfin, Rei no Oeste. É provável que ela seja a segunda elfa mais velha da Terra Média, atrás apenas de Círdan, o que lhe dá muita sabedoria, e tem muito poder por ter visto a luz das Árvores de Valinor